Eleição de fim de Império

Independentemente do desfecho do processo eleitoral para escolha do Presidente dos Estados Unidos, quer ganhe um Republicano ou um Democrata, as perspectivas não são auspiciosas.

Dum lado temos Joe Biden, um candidato com indícios de envelhecido, a quem já pesam os setenta e oito anos e que é acusado pelo seu opositor de lapsos de memória e concentração.

Do outro lado, Donald Trump, um Presidente que embora tenha operado um “milagre” de recuperação económica e de emprego nos Estados Unidos, não foi capaz de conduzir uma política conciliatória para a profunda divisão da sociedade americana.

As causas do divisionismo que dilacera a nação mais poderosa remontam à Gerra Civil, peleja entre Norte e Sul ,da década de 1860 .

As causas do divisionismo remontam à Gerra Civil entre Norte e Sul

Feridas que nunca sararam e que continuam a rasgar profundamente o tecido multicultural e racial da sociedade americana.

Instabilidade que arruína a autoridade e prestígio da presença americana no mundo , que cada vez mais se distancia da era de Ronald Reagan, quando a América atingiu o apogeu de influência nos destinos do universo.

O período de incerteza que a América vive nos nossos dias leva a refletir sobre as teorias do filósofo alemão Osvaldo Spengler (1880- 1936) sobre o nascimento, apogeu e declínio das civilizações.

De acordo com a teoria do pensador germânico Osvaldo Spengler os impérios atravessam fases idênticas aos ciclos da natureza

De acordo com a teoria do pensador germânico os impérios atravessam fases idênticas aos ciclos da natureza desde o crescimento, a expansão, até à decadência.

Nesse quadro evolutivo Osvaldo Spengler descreve na sua obra “História Universal” oito culturas:”clássica, egípcia, azeteca, chinesa, indiana, árabe, babilónica e ocidental ,as quais conheceram períodos de nascimento, florescimento e o ocaso.

No âmbito cultura ocidental ,determinado pela hegemonia europeia sobre o resto do mundo, foram factores determinantes acontecimentos como as descobertas e a expansão marítimas de Portugal da Espanha, aos quais sucedeu o domínio dos mares e de imensos espaços geográficos pelo imperialismo britânico do século XIX.

O século seguinte, foi sem dúvida dominado pela América, com a moderna capacidade industrial e pela conquistas da tecnologia cibernética e espacial.

Contudo, a exemplo do Império Romano da Antiguidade, a América começou a apresentar características de enfraquecimento, provocado pelas profundas lutas entre os diferentes estratos sociais.

Nenhum presidente, qualquer seja o resultado do presente ato eleitoral americano, poderá provavelmente impedir a concretização da teoria de Spengler, sobre duração dos impérios e das crises causadas por divisionismos internos conducentes ao declínio das civilizações

Images FOX NEWS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *